Wednesday, January 15, 2014

Porcaria

Algumas pessoas que me acompanham no Facebook já devem saber, ela também teve algumas aparições discretas por aqui, mas ela merece um post especial.

De novembro à metade de dezembro eu estava trabalhando em uma ONG chamada Associação Natureza em Forma, que faz o link entre animais resgatados (cães, gatos, roedores de faculdade e até galinhas poedeiras) e adotantes. O plano era trabalhar lá enquanto não encontrava nenhum trabalho na área veterinária mas devido a certa mudança de planos, mesmo depois de terem me chamado para trabalhar lá como remunerada, acabei continuando como voluntária, que me daria mais liberdade para resolver minhas pendências.

Em um desses dias de trabalho, enquanto voltava para casa encontrei um chinês que estava com uma cachorrinha vira-lata quase do tamanho dos meus ratos e um saco cheio de ração e produtos caninos e me perguntou se eu não poderia ficar com ela. Ele disse que não conhecia ninguém que poderia ficar com ela e que ele não poderia mais estar com ela porque aparentemente ele resgatou ela da rua, mas o apartamento em que morava não aceitava animais e descobriram que ela estava lá. Com medo dele abandonar a cachorrinha nas redondezas, eu acabei a levando para casa para ficar temporariamente enquanto não encontrasse um dono apropriado.

Levando para casa
No mesmo dia, já em casa
Foto que usei para promover a adoção dela
Ela estava cheia  de vestígios de pulgas (fezes e pulgas mortas), super magra, desidratada, anêmica e com a barriga super inchada de vermes. Ao levar ao veterinário, descobri que ela tinha só 2 meses e pesava 1 kg e comecei a tratar dela. Por ela ser miúda, não seria um problema mantê-la na kitchenette que moro e felizmente até agora não tem sido.

Antes de vacinar, teria que tratar da infestação de vermes, coisa que só consegui terminar há poucas semanas, enquanto isso também reforcei o anti-pulgas dela (ela veio com um anti pulgas spray que não ajudou muito, por ter encontrado pulgas mortas percebi que ela já havia começado o tratamento disso). Nesse meio tempo fui me informando sobre feiras e tentando encontrar um adotante pelo Facebook com ajuda de alguns amigos. Fiquei surpresa que acabei recebendo um apoio inesperado de algumas pessoas, me dando dicas, sugestões e oferecendo até ajuda financeira para mantê-la, vocês sabem quem são e agradeço muito por todo apoio! Não tenho como retribuir à altura, mas espero que recebam meu sincero agradecimento, de coração.

Em apenas dois dias ela aprendeu o lugar certo para fazer as caquinhas e logo ela já ficou solta por todo apartamento. Meu trabalho, que era só de meio período, também colaborou para que eu tivesse mais tempo junto dela. A idéia inicial era  encontrar um novo dono, já que esse ano eu voltaria a faculdade e a trabalhar e não teria tanto tempo com ela, mas a faculdade esse semestre será no período da tarde, por isso não terei como trabalhar integral e estou cada vez mais me apegando mais a ela.

Por ser filhote, eu acho que talvez seja melhor doar ela e eu adotar um cachorro ou gato feinho e velho que ninguém queira, mas meu coração quer mantê-la. Durante as minhas idas para Brasília ela ficou aos cuidados de uma amiga, a Baunie, e de um amigo, o Thiago e no Natal e virada do ano ela passou alguns dias com meu pai e a mulher dele, todos se apaixonaram por ela. Meu pai insistiu para que eu a mantesse comigo e cada vez mais tem ficado difícil pensar em doá-la.

Depois de um tempo, ela começou a dormir na minha cama comigo, essas são fotos de dias diferentes das minhas manhãs:



"Let me help you with this package"
 
Time to watch anime
Eu cheguei a escolher diversos nomes para ela, nunca estive satisfeita com nenhum e nem ela, ela nunca me respondeu a nenhum, a não ser porcaria. É só chamar de Porcaria que ela olha na mesma hora e acha que estou falando com ela, então ficou esse nome bonito e que apesar do significado, veio cheio de carinho (adoro chamar meus bichos de feios, sujos e fedidos).

Uma pena ela não se dar melhor com meus ratinhos, ela entende eles como brinquedos e isso é um perigo para eles! Enquanto não tenho uma casa com PORTAS, eles dividem o mesmo ambiente, ela solta e eles na gaiola. De fato, eles sentiram falta de correr pela minha casa, mas com meus novos planos, espero que a gente consiga uma solução melhor para todos. Ou seja, já estou fazendo planos para o futuro com ela inclusa XD
Alias, a gaiola dos ratos agora fica em cima de uma cadeira e não tão próxima da Porcaria como na foto abaixo, eles tem naturalmente uma bactéria que pode causar gripe na cachorrinha se ela estiver com a imunidade baixa, por isso eles tiveram que ter uma distância maior.

Cachorro gigante

Curtindo na casa do meu pai

Ela também me tem feito muita companhia e tenho me sentido menos sozinha, menos ansiosa, mais ativa (porque sou "obrigada" a brincar com ela) e passado menos tempo em frente ao computador, quanto mais eu penso, mais eu acho que seja melhor ficar com ela comigo! XD

2 comments:

  1. AAAAAWN QUE FOFA *_*
    e...nossa, n pensava q era fosse tao pequena xD
    nome lindjo!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ela é pequena mesmo, menor que um gato adulto! E pela super cara de vira-lata e o tamanho a gente chamava de porcaria, a coitada achou que fosse o nome dela hahaha

      Delete